-->

sábado, 2 de junho de 2012

DIGA NÃO AO PRECONCEITO

     
      Habibas, acho que nunca falei tanto em um post, mas vai valer a pena ler, pois vou contar uma situação muito chata que aconteceu comigo (Mariam). Vim falar aqui, pra mostrar à vcs que o Brasil não é um país tão ''cabeça-aberta'' e liberal como todos pensam, o PRECONCEITO REINA em tudo que é diferente ou que saia da própria zona de conforto.
      Quem acompanha o blog sabe que somos nutricionistas recém-formadas (exceto a Zei, que cursa pedagogia) e estamos com toda determinação, garra e energia para conseguirmos o nosso PRIMEIRO EMPREGO (Mas tá difícil minha gente, ninguém quer dar uma oportunidade pra quem acabou de se formar haahah Enfim...) Com isso, estamos na saga de mandar CV pra todos os e-mails, sites, amigos e vizinhos. E consequentemente vêem as entrevistas que estão sendo para mim verdadeiras novelas mexicanas. Aconteceram até agora 2 situações, sendo que uma foi algo surreal, de EXTREMA IGNORÂNCIA E  TOTAL FALTA DE RESPEITO.
      Mas vou começar contando uma que foi ''mais suave''. Fui convidada por uma das minhas ex- supervisoras para uma entrevista (que foi no local onde eu já tinha estagiado), a entrevistadora começou a fazer algumas perguntas que não acrescentavam absolutamente em NADA na entrevista, como por exemplo, se minha mãe também usava o hijab, se ela era muçulmana. A partir daí, já sabia que não seria mais efetivada. E de fato não fui, minha ex-supervisora disse que o RH me achou muito séria para lidar com pacientes. Oi(?), fiz estágio durante 2 meses e nunca houve reclamação de ninguém sobre mim, pelo contrário, me dei super bem com os funcionários/pacientes e EU ERA MUITO QUERIDA.
      Mas esse caso não foi tão impactante como o que ainda ia por vir. Ahhhh... só uma dica, quando vcs forem para uma entrevista sejam igual a esse cara, que a partir de agora virou minha referência para ir nas próximas entrevistas:

      Agora o 2° caso foi PRECONCEITO PURO!!! Fui contratada por uma nutricionista para fazer consultoria em 2 padarias e ela me levou para conhecer os donos. Chegando na primeira, vi o dono e disse "Boa tarde, tudo bom?" e ele estendeu a mão para  me cumprimentar, eu pedi que me desculpasse, pois com todo o respeito não poderia cumprimentar homens devido a minha religião (Mulheres e homens não podem ter contatos físicos, exceto se for seus pais/irmãos/tios/avós/sogros/cônjuge). Depois disso o homem se enfezou e ficou com uma cara feia, o clima pesou e a cena começou, ele passou a mão na cabeça e fez umas caras de reprovação, disse que não saberia se eu daria certo, perguntou em um ton agressivo se eu era árabe, disse que eu deveria dizer Bom dia/Boa tarde para os funcionários e deveria ser humilde (??)Ahn? Nesse meio tempo, a nutri que me contratou estava ao meu lado, super desconfortável com a situação e passou a dizer que não havia nenhum problema e talz. Gente eu fiquei tão pasma com a situação que nem conseguia pensar direito, achava que isso era algo QUE NUNCA ACONTECERIA COMIGO. Enfim, só no final da conversa é que o cara tentou consertar tudo o que ele havia dito, falando que não tinha nada contra mim e que respeitava. AHAAM

      Resumindo, fui na 2° padaria que era irmão do dono da 1° e foi totalmente diferente, o senhor foi super simpático comigo, na hora de me cumprimentar, ele respeitou, pediu desculpas e conseguimos conversar CIVILIZADAMENTE. Pois é Habibas nem todo mundo é igual!

      Eu só queria entender como um pedaço de pano na cabeça pode gerar tantos conflitos? E QUE EU SAIBA OS TECIDOS NÃO POSSUEM NENHUMA SUBSTÂNCIA QUÍMICA QUE TENHA ALGUMA AÇÃO DE DELETAR OU DISTORCER NOSSOS CONHECIMENTOS E CARÁTER. Habibas se alguem souber algo desse tipo, pode me avisar viu?!

AH, SÓ DIGO UMA COISA, ELES NÃO SABEM O QUE PERDERAM!! hahhahahahahh


     Vou deixar uma reflexão que fiz sobre esse assunto e que resume, não só isso, mas tudo que vem acontecendo em todo o mundo.

''Sair da inocência/ingenuidade e ir para malícia, do acolhimento à rejeição, da compreensão à ignorância e PRECONCEITO, do carinho à violência e da humildade para arrogância. E ainda dizem que houve uma tal de evolução humana. Ham, tá mais para REGRESSÃO HUMANA!''- Mariam Chami

23 comentários:

  1. Salam, Habiba!
    Lendo seu relato fiquei muito preocupada com o Brasil: um país multicultural, multirracial e se tornando multipreconceituoso!
    Estamos vivendo tempos realmente difíceis.
    Que Allah possa elucidar as mentes dos homens desse país.
    Muita Paz e tenha uma semana abençoada!
    Visite-me quando puder, irmã.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Denise!!
      Isso msm, eu nunca imaginei que aconteceria isso cmg, sendo que sempre ouvia casos de muçulmanas que tinham que tirar o hijab pra trabalhar e talz, eu achava (ACHO) um absurdo! Respeito está faltando e muito.
      Vou passar lá sim, me aguarde. Bauce =D

      Excluir
  2. Que situação chata né. Quando uso minha dupatta na cabeça as pessoas ficam paradas me olhando com os olhos fixos como se estivessem vendo alguem de outro planeta. Uso bindi na testa, (tão pequeninino)mas chama tanta atenção que determinados lugares me sinto desconfortável. O problema é a ignorância. As pessoas não tem conhecimento e procuram não ter. Legal vc contar sua experiência pra gente. Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Star, vim contar porque é algo que acontece com muitas de nós. E não é só na nossa religião, outras religiões também sentem esse preconceito. E isso ainda acontece aqui, num país onte tem tanta miscigenação. Exatamente ngm quer ter conhecimento, é falta de educação e cultura.
      Buace =D

      Excluir
  3. Revoltante! Esse preconceito ocidental contra o islamismo, realmente existe e é nojento. Me irrita profundamente, pois é tudo fruto de ignorância dos fatos, é o que acontece aqui no Brasil que é um país constituído por uma sociedade extremamente ignorânte. Porém o que mais me irritou neste caso, é o antiprofissionalismo e a falta de ética deles. Como podem não conseguirem separar o seu lado profissional com o pessoal? Sua religão e seu modo de se vestir nao é ofensivo para ninguém e muito menso desrespeitoso. Qual é o problema?

    Parabéns pelo blog!
    http://paquistanesaocidental.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, eu não sei onde ser muçulmana pode atrapalhar em eu desenvolver as minha atividades profissionais, é um incógnita não só pra mim, mas para muitas pessoas. Lembrando que o islam é umas das religiões que mais crescem no mundo!
      Obrigada Paquistanesa, Bauce =D

      Excluir
  4. Olá... estou invadindo o seu blog para te fazer um convite,
    Gostaria de te convidar a responder uma pesquisa, sou fã do seu blog e quero criar uma página em meu blog com todos os blogs interessantes que eu sigo para outras pessoas que talvez não conheçam seu blog possam ter um resuminho e acessar o seu link.
    Prometo que será bem rapidinho ^^

    O link do questionário:

    http://algeriaebrasil.blogspot.com.br/2012/06/pesquisa.html

    e se você que está vendo esta postagem pode responder também se quiser...

    Muito obrigada!
    Carolina Fonseca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carolina, vou responder sim. Buace =D

      Excluir
  5. As Salamu Alaikum Wr Wb!

    Amada isso não será nem a primeira vez e nem a ultima...
    Já sofri tanto com preconceito, até mesmo por não cumprimentar os homens com aperto de mão...

    Infelizmente o mundo está cheio de preconceito :(

    Muito triste!!!

    Beijokasssssssssss...

    Maa Salamah!

    Hanan Mustafa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. W.A.W.R.A.W.B Hanan!!
      O pior de tudo é que eu sei :s Mas não estou triste, se isso aconteceu pq não era pra ser não é msm?!
      Bauce =D

      Excluir
  6. Oi Mariam, postei falando sobre no meu face... Fica triste não viu! Tudo vai dar certo... Seja sempre gentil e mostre que você é eficiente, normal como todas as pessoas. Não são só vocês que sofrem preconceito. Eu sou gordinha e já fui ridicularizada! Quando era magra tudo era diferente! Os gays tb sofrem! Sei que falar de gay não tem nada a ver, mas só para vc entender que estou citando uma situação de um amigo meu. Este meu amigo é homossexual tadinho e até tratamento psicológico fez. Tentou não ser. Ele entrou em um emprego e tinham muito preconceito com ele,riam dele, debochavam, tratavam ele como se tivesse uma doença contagiosa ou fosse atacar um homem. Ele precisava do emprego e chorava muito! Ele é uma pessoa muito doce, séria, mas nasceu assim tadinho. Ele cresceu chorando não querendo ser gay, pois a família ele era evangélica, mas não teve jeito. Então no emprego ele mostra a educação e a competência, a gentileza e a seriedade no que faz e passou a ser respeitado.Hoje ele é um dos chefes no hospital aonde trabalha, é professor em uma faculdade e todos viram que o preconceito não tem nada a ver. Viram que as vezes ser gay não é distúrbio sexual de safadeza, mas sim que você pode nascer com isso e sofrer muito. No caso dos muçulmanos o problema é a fé e a mídia que distorce tudo! As pessoas deveriam respeitar umas as outras, isso já seria um dos principios que caberiam a elas cumprir com Deus! Tudo vai dar certo! Não tenha raiva! Seja gentil, prove que vc é o máximo! A pessoa que te maltratar ficará com vergonha do que fez... Beijo meu amor..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran, não estou triste, é claro que na hora foi um impacto com um mix de sensações, mas agora estou tranquila. Tudo acontece na hora certa. O preconceito acontece com tudo que foge dos padrões que são impostos. Se Deus quiser tudo dará certo!! Obrigada e bauce minha querida =D

      Excluir
  7. Eu nao acredito que algo desse tipo ainda aconteça. É Querida eles devem ter perdido mesmo. beijo

    ResponderExcluir
  8. Pois é Ana, nem eu!! hahahahaha perderam sim viu?! Bauce =D

    ResponderExcluir
  9. Eu também não entendo porque um pano na cabeça é tão incômodo para os outros, como podem se ofender com uma mulher que se veste com elegância ou modéstia!

    Não tenho como parar fazer as orações no trabalho, mas posso usar o hijab e sou respeitada por isso!

    Eu realmente não dou beijo no rosto e nem com bochecha. No máximo, um aperto de mão, e eu mesma estendo antes que a pessoa venha dar beijinho no rosto! E quando a pessoa não oferece a mão, eu apenas aceno com a cabeça e um sorriso no rosto. Beijo no rosto e aperto de mão, evito ao máximo. Particularmente, acho que aperto não tem nada de mais.

    ResponderExcluir
  10. é quando se espera compreensão se recebe julgamento, as pessoas acham super normal se vulgarizar , se diminuir , rebaixar por nada.... usar um veu, uma muleta, um aparelho, um oculos ou ate um penteado diferente sempre é motivo pra chacota .....
    a falta de respeito é inadmissivel não se trata de não conhecer a cultura não se trata de não entender os custumes se trata de ferir o direito de expressão e escolha que nos é dado pelo simples fato de existir ..... EDUCAÇÂO e RESPEITO é o que mais se falta no mercado .... bora abrir a cabeça minha gente e entender que ser diferente é super normal!!

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Visita super rápida!
    Queria desejar um ótimo início de semana
    e pedir para que vote em uma enquete no Blog
    para ajudar a melhorá-lo!
    Agradeço
    Beijos

    www.ahcuriosa.com

    ResponderExcluir
  12. Marcelo Augusto Oliveira4 de julho de 2012 03:09

    Quem acha que no Brasil não tem preconceito e o primeiro errado da historia, aqui se tem preconceito contra tudo, cor, religião, classe social dentre outras tantas coisas.

    De um Brasileiro que tem vergonha do próprio pais.

    ResponderExcluir
  13. infelizmente além do fator primeiro emprego há o preconceito já empatando na vida profissional, mas isso acontece em n situações, infelizmente!

    Uma ótima semana pra ti!

    @evelyncmo
    /cupcakerock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oie Flor ^^, nossa li o post e fiquei abismada, mas infelizmente o mundo tah indo de mal a pior. Sempre adorei a cultura de vcs, só tenho uma curiosidade se puder me responder... pq as habibas usam véu? não teriam que esconder todo o rosto? desculpe a minha ignorância. Na minha religião temos que usar véu só na igreja, claro que naum tem nada ver. Mas adoraria conhecer mais dessa cultura, adorei seu blog inteirinho. To seguindo, vou visitá-la sempre. Bjs flor ♥

    participa---> Brigadinhuu ♥ http://mihmaj.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As duas habibas, Zei e Mah usam o hijab (lenço), pq são muçulmanas. E no Islam, as muçulmanas devem usar o hijab, para se preservar. Mas não é só um lenço na cabeça, tem também uma postura e a vestimenta total.
      Obrigada!!!! =D bAUCE

      Excluir
  15. Infelizmente nao Brasil é assim! Na equipe em trabalho tem um judeu, se nao me engano dia 26 é uma dia sagrado na religiao dele. Em todos usam roupas do judaismo, ele já avisou na empresa. Ou seja irá com chapeu e com aqueles cachos de cabelos. E resolvemos que no dia os homens todos irão se vestir como ele e as mulheres irão de judia.

    ResponderExcluir
  16. Mari,
    Esse problema infelizmente não é só do brasileiro, e sim do ser humando, seja africano, americano, espanhol ou o que for :/
    Mas não podemos desistir, pois ainda existem pessoas boas nesse mundo!
    Não sei se já conseguiu o emprego, mas boa sorte!!!
    Obs: te apoio com o blog. Se precisar de ajuda, pode contar comigo!!
    Beijinhos


    www.foifeitoassim.com

    ResponderExcluir

Olá Habibas!

Sejam muito bem Vindas!
Obrigada pelo comentário e voltem sempre.


OBS: Não serão aceitos comentários ofensivos. Se você não gostou simplesmente feche a página.

Bauce, As Habibas =D